APRESENTAÇÕES
EM POWERPOINT
E AULAS:

 



COMO RETARDAR O DOMÍNIO PÚBLICO NAS TECNOLOGIAS FARMACÊUTICAS

NOTÍCIA SOBRE A EVOLUÇÃO JURISPRUDENCIAL NO TOCANTE AO TEMA DE PRORROGAÇÕES DE VIGÊNCIA DE PATENTES

UMA INTERCESSÃO AO SPC E A PATENTE PIPELINE

UMA VISÃO ANALÍTICA ACERCA DO CONTENCIOSO JUDICIAL DE PATENTES

UMA ABORDAGEM PROPEDÊUTICA AO LICENCIAMENTO COMPULSÓRIO DE PATENTES FARMACÊUTICAS

DEMANDAS TANGENCIANDO PEDIDOS DE PATENTES (DE SUBSTÂNCIAS QUÍMICAS) ANTERIORES A 1995

A PROTEÇÃO DOS DADOS DE TESTES SIGILOSOS APRESENTADOS À REGULAÇÃO ESTATAL

CAPITALIZAÇÃO DE INTANGÍVEIS E AVALIAÇÕES

APLICAÇÃO DO PACTO DE NÃO CONCORRÊNCIA AO TRABALHADOR INOVADOR

AS MARCAS DE CERTIFICAÇÃO E MARCAS COLETIVAS COMO INSTRUMENTO DE INOVAÇÃO NAS EMPRESAS NACIONAIS

DILUIÇÃO DE MARCAS X TEORIA DA DISTÂNCIA

A EVOLUÇÃO JURISPRUDENCIAL NOS PLEITOS DE PRORROGAÇÃO DE VIGÊNCIA DE PATENTES

A PROTEÇÃO DOS DADOS DE TESTES SIGILOS SUBMETIDOS À REGULAÇÃO ESTATAL

TRABALHO INOVADOR NO DIREITO DO TRABALHO

PATRONÍMICO COMO ELEMENTO DA MARCA

DO DIREITO À PROTEÇÃO DO NOME COMO MARCA E NOME COMERCIAL E SUAS LIMITAÇÕES

A CONCORRÊNCIA DESLEAL E O CRIME DE FALSA ALEGAÇÃO DE DIREITO DE EXCLUSIVA

O ARTIGO 40 DA LPI COMO PROPULSOR DE UMA PATENTE PERENE

BASES CONSTITUCIONAIS DA PROPRIEDADE INTELECTUAL

PATENTE E VIDA

LICENÇAS COMPULSÓRIAS POR ABUSO DE PATENTES

O REGISTRO DO PROGRAMA NA NOVA LEI DE SOFTWARE

DIGITALIZA O PICASSO?

QUEM É O DONO DA IDÉIA?

KNOW HOW AND EFFECTIVE SERVICES

A MARCA DE ALTO RENOME E A MARCA NOTORIAMENTE CONHECIDA

OFERECIMENTO DE FRANQUIAS POR EMPRESAS ESTRANGEIRAS

O INSTITUTO CONTINUATION E AS PATENTES PIPELINE

"A MARCA EVIDENTEMENTE CONHECIDA DO ARTIGO 124, XXIII, DA LEI 9.279/96 E SUAS IMPORTANTES IMPLICAÇÕES JURÍDICAS"

INDUSTRIAL PROPERTY PROTECTION FOR FURNITURE AND REAL ESTATE IN BRAZIL

CERTIFICATION AND COLLECTIVE TRADEMARKS AS INNOVATION MEANS FOR BRAZILIAN COMPANIES

Ó ABRE ALAS QUE O ECAD QUER COBRAR

O APARENTE RETORNO À POLÍTICA CONTRA O AVENÇO CULTURAL

O GOSTO PELO PALIATIVO HIPÓCRITA

O INSTITUTO CONTINUATION IN PART

UMA ODE AO ARTIGO 229-C DA LEI 9.279/96

REVOLUÇÕES E PATENTES

AS PATENTES FARMACÊUTICAS E OS DIREITOS HUMANOS

LIBERDADE DE EXPRESSÃO, INTERNET E SIGNOS DISTINTIVOS

POR UMA RELEITURA DO ARTIGO 8º DA CONVENÇÃO UNIÃO DE PARIS

UMA SUCINTA ANÁLISE DA TEORIA DOS SISTEMAS PARA COM A PROPRIEDADE INTELECTUAL

PATENTES PIPELINE: UMA ANÁLISE SOBRE OS DISPOSITIVOS PERTINENTES DA LEI 9.279/96

DESAFIOS DO PROFISSIONAL DA PROPRIEDADE INTELECTUAL

DIREITO CIVIL DA PROPRIEDADE INTELECTUAL – O CASO DA USUCAPIÃO DE PATENTES

A BRIEF NOTE CONCERNING PIPELINE PATENTS IN BRAZIL

CONTROVÉRSIAS SOBRE A PROTEÇÃO DOS DOSSIÊS CLÍNICOS ENVOLVENDO MEDICAMENTOS PARA USO HUMANO

 




Propriedade Intelectual,
Ciência e Tecnologia


Direito Societário, Investimentos Estrangeiros e Mercado de Capitais

Direito Tributário
e Direito Público


Contencioso

Direito Empresarial

Áreas de interesse
particular


Direito imobiliário
e Serviços

Direito Audiovisual
e do Entretenimento